fbpx
Twitter
Google plus
Facebook
Vimeo
Pinterest

Fluid Edge Themes

Blog

Home  /  Logística   /  Saiba como aumentar os métodos de pagamento no mercado distribuidor
métodos de pagamento

Saiba como aumentar os métodos de pagamento no mercado distribuidor

Os métodos de pagamento podem se tornar um empecilho ou uma oportunidade para o mercado distribuidor. Eles interferem na decisão de compra de dois aspectos principais, que são: facilidade de efetuar o pagamento e aumento da capacidade de compra.

Um cliente que usa o cartão de crédito, por exemplo, pode administrar o fluxo de caixa de acordo com a data de vencimento da fatura. Ao mesmo tempo, pode ganhar uns dias e usar o dinheiro em um investimento de rápido retorno, como a divulgação de um evento.

Ou seja, são muitas as situações e diferentes maneiras que ele pode usar o cartão, o que permite que flexibilize os pagamentos de acordo com cada situação. Com mais métodos de pagamento, maiores são as possibilidades que pode usar, o que aumenta as chances de fechar negócio e as formas de ajuste que ele pode fazer.

Para refletir sobre como a distribuidora pode usar isso para melhorar resultados, vamos começar listando as principais alternativas disponíveis atualmente. Confira!

Quais os métodos de pagamento para distribuidoras?

Cada método de pagamento pode ser usado de maneiras diferentes, com sistemas e negociações específicas, o que altera a forma como você recebe e a quantidade de clientes que atinge. Por isso, é importante começar por elas.

Cartão de crédito

O cartão de crédito já foi quase que exclusivo de pessoas físicas, mas muitas instituições passaram a dar mais atenção e oferecer produtos mais específicos para as empresas, o que inclui o cartão de crédito pré-pago, muito usado por pequenos negócios.

Na prática, funciona como um cartão de débito, mas a opção a ser escolhida na máquina de cartão ou no checkout de pagamento é a de crédito. Por isso, muitas empresas passaram a fazer compras online com seu próprio cartão, no lugar de usá-lo em nome dos sócios.

No modelo tradicional, pós-pago, é possível o parcelamento do pedido ou a efetivação do pagamento sem dinheiro na conta. Como a distribuidora faz vendas regulares, o parcelamento em muitas vezes tende a não ser muito aplicado, mas pode salvar o cliente em momentos com pouco dinheiro em caixa.

Para a distribuidora a grande vantagem é não correr riscos de inadimplência, desde que execute os procedimentos do modo indicado pela instituição financeira emissora. O importante é conseguir uma boa negociação das taxas cobradas.

Boleto bancário

O boleto é ótimo para os clientes regulares e tem taxas baixas, dependendo da negociação que você conseguir com o seu banco. Além disso, os sistemas de emissão funcionam bem em sua maioria e permitem usar os arquivos de remessa e outras funcionalidades para efetuar baixas automáticas, facilitando o controle financeiro das distribuidoras.

Por isso, esse método teve um grande impacto positivo quando se tornou eletrônico. Existem diferentes formas de negociação com os bancos, que costumam se limitar a taxas unitárias fixas. Em 2018 o sistema sofreu mudanças com o objetivo de modernizar e gerar mais confiança no controle das transações.

Dinheiro

O dinheiro continua sendo a forma preferida de pagamento para muitas empresas, especialmente entre as de menor porte.

O objetivo costuma ser o de evitar a cobrança de taxas bancárias, diminuindo a movimentação nas contas, mas muitos também o preferem como forma de garantir a privacidade, pois essas transações não podem ser monitoradas eletronicamente.

A desvantagem é precisar circular com dinheiro, o que pode exigir medidas de segurança adicionais — outra dificuldade é o controle. Ainda assim, continua sendo um recebimento de alta garantia, com checagens simples para evitar falsificações.

Guia de Automação de vendas do Setor Atacadista DistribuidorPowered by Rock Convert

Outro ponto importante é que muitas empresas que recebem em dinheiro de seus clientes preferem usá-lo para pagar seus fornecedores, pois isso evita precisar fazer muitos depósitos e um volume muito alto no caixa.

QR Code

O QR Code é aquele código normalmente usado nos celulares. Com o smartphone em mãos, qualquer um pode usar a câmera para acessar endereços na internet e efetuar pagamentos. Na prática, ele funciona como uma chave de acesso a qualquer link, o que pode incluir os detalhes de pagamento.

Isso significa que você pode gerar um QR Code para imprimir no seu cartão de visita, com um link para um vídeo institucional, para enviar por e-mail ou pelo celular, que também pode abrir um boleto, por exemplo.

No entanto, a função mais funcional como meio de pagamento é como uma chave que permite validar uma transação de transferência, tanto que o QR Code é uma das chaves usadas no PIX — o novo sistema de pagamento do Banco Central.

Transferência bancária

Entre empresas, a transferência bancária ainda é muito utilizada. Porém, alguns bancos cobram taxas muito altas do devedor para essa transação, o que desestimula muitas empresas a fazer essa opção.

Outro detalhe é a dificuldade de automação das baixas desse tipo de pagamento, aumentando a carga de trabalho de quem recebe por esse meio.

Débito automático

O débito automático costuma ser usado para pagamentos recorrentes, o que não é o caso de uma distribuidora, pois os pedidos variam de valor. Ainda assim, é uma alternativa muito interessante para quem não precisa de prazo.

Vale a pena aumentar os métodos de pagamento?

A aceitação de vários métodos de pagamento é muito valorizada pelos clientes, pois facilita a rotina deles. Além da flexibilidade de poder mudar conforme a situação, eles contam com comodidade e segurança na medida que desejam.

Ainda que existam algumas necessidades comuns entre os clientes, a maioria deles tem preferências diferentes, às vezes únicas. Ou seja, se os clientes têm diferentes expectativas, nada mais natural do que oferecer variadas possibilidades, buscando atender essa diversidade de modo mais personalizado, melhorar o relacionamento e aumentar a fidelidade.

Como aumentar os métodos de pagamento?

Você não precisa adotar todas as modalidades de pagamento de uma vez e nem recomendamos que faça isso, especialmente se for utilizar diferentes ferramentas para cada um deles. Ao mesmo tempo, é fundamental pensar em um cronograma de implantação, buscando adotar cada uma delas com o tempo.

O ideal é centralizar o seu controle e a sua execução, enquanto diversifica as opções para o cliente. Administrar cada meio de pagamento em separado aumentará custos operacionais e dificultará o monitoramento das transações, enquanto você estruturará seus sistemas para centralizar a gestão dos pagamentos e otimizará os seus processos.

Como o ION Card otimiza o processo?

Nossa solução opera integrada ao aplicativo ION Vendas, o que garante confiabilidade dos dados lançados e transações efetuadas, facilita o controle e permite automatizar procedimentos, diminuindo a carga de trabalho.

Ou seja, o sistema oferece agilidade, eficiência, qualidade e versatilidade, ao mesmo tempo em que diminui os custos operacionais. Contudo, o que precisamos destacar para você é a facilidade de uso que o ION Card oferece, o que o torna uma maneira muito mais prática de oferecer a opção de pagamento por meio do cartão de crédito.

É com aplicações intuitivas e funcionais como as que o ION Card oferece que os métodos de pagamento alcançam o máximo de otimização. Ou seja, não basta oferecer várias formas de pagamento, elas precisam funcionar com eficiência, segurança, mobilidade e automação, para que o cliente fique realmente satisfeito.

Está pronto para saber mais sobre como adotar uma solução efetiva para os métodos de pagamento? Confira os detalhes do ION Card!

Melhor força de vendas.Powered by Rock Convert
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!