fbpx
Twitter
Google plus
Facebook
Vimeo
Pinterest

Fluid Edge Themes

Blog

Home  /  Dicas   /  Fique por dentro das principais tendências do e-commerce para 2022

Fique por dentro das principais tendências do e-commerce para 2022

O comércio eletrônico vem crescendo a cada dia, principalmente pelos benefícios e comodidades que ele oferece para o consumidor e, por isso, quem trabalha direta ou indiretamente com esse ramo precisa estar de olho nas tendências do e-commerce para 2022 e para o futuro próximo.

Somente em 2020, segundo dados da Ebit, o comércio digital cresceu cerca de 41% e faturou 87 bilhões de reais. Por conta da pandemia esse número cresceu ainda mais e não dá indícios de desaceleração. Sendo assim, decidimos trazer neste post as maiores tendências do varejo online para que você possa se preparar e acompanhar o futuro. Acompanhe!

Voice Commerce

Uma das mais fortes tendências do e-commerce para os próximos anos é o Voice Commerce. Essa é uma prática que vem sendo impulsionada por buscadores como o Google, que fez ajustes em seu algoritmo para conseguir entender melhor as buscas que os usuários fazem por voz ao invés de texto.

As assistentes por voz se tornarão ainda mais presentes na vida cotidiana e, por conta disso, empresas de varejo já começaram a desenvolver tecnologias para que seja possível realizar todo o processo de compra por meio de mecanismos de voz. Para participar dessa tendência, pequenos passos como a otimização de descrições e títulos que levem em consideração a forma como as pessoas perguntariam sobre o produto já são um bom começo.

Super Apps

A maneira com a qual a internet é utilizada pelo mundo todo teve grandes mudanças por conta da difusão dos celulares e smartphones. O site Statista.com chegou a apontar que 90% desse uso é gasto com aplicativos, e quase 80% dele é dedicado a apenas 3 apps.

Por conta disso, algumas marcas já começaram a se adaptar a esse consumo mais centralizado e passaram a oferecer várias funcionalidades agregadas em seus apps, como compras, pagamentos, jogos, serviços de delivery e chat. Essa tendência é chamada de Super App e é uma boa estratégia para otimizar a captação e a retenção de novos usuários, assim como oferecer toda a experiência em um só lugar.

Live Commerce

As lives — ou transmissões ao vivo — tiveram um aumento significativo por conta da pandemia causada pelo Coronavírus e, junto com as apresentações musicais que eram transmitidas, o comércio viu aí uma grande oportunidade. Enquanto elas aconteciam, o espectador podia apontar o celular para um código QR na tela que o redirecionava para um link de pagamento.

Esses valores poderiam corresponder a um ingresso, a uma doação ou à compra de um produto em si. Essa estratégia leva o nome de Live Commerce e grandes marcas já adaptaram esse formato. Além da oportunidade de vender nessas apresentações, algumas delas passaram a fazer as suas próprias lives de entretenimento com convidados e demonstrações de produtos.

Em 2021, uma pesquisa feita pelo E-Marketer apontou que mais de 320 milhões de pessoas na China efetuaram o pagamento de pelo menos uma compra por meio de uma livestream. Para o futuro, a previsão é de que mais de 45% dos consumidores do país passem a fazer esse tipo de compra até 2023.

Entrega imediata

As marcas já entenderam que o consumidor deseja receber as suas compras de maneira mais rápida e, por conta disso, surgiu uma disputa entre os maiores com relação a essa entrega. Esse conceito, que também é uma tendência do e-commerce para os próximos anos, leva o nome de entrega imediata.

Já existem, aliás, empresas que fazem essa entrega no mesmo dia ou no dia seguinte à compra. Para que isso aconteça, existe um grande investimento na locação de grandes espaços, geralmente galpões, em localizações estratégicas. Lá o estoque é armazenado e todo o processo de logística é feito, desde a emissão das notas fiscais, o envio em si e o rastreio do que foi enviado.

Re-commerce

De uma forma bem simples, o re-commerce é a prática de recolocar um produto no mercado novamente depois que ele foi usado por um tempo ou até mesmo reformado. A prática vai de encontro com outra tendência, a da sustentabilidade, já que as pessoas estão perdendo o hábito de usar um item e jogar fora quando não querem mais utilizá-lo.

Alguns marketplaces, aliás, como o Enjoei, já nascem com esse propósito, o que só reforça todo esse movimento. Outro ponto que prova como essa tendência só tende a crescer é a quantidade de brechós que tomou — e ainda toma — não só pontos físicos de diversas cidades no Brasil todo, mas também a internet, principalmente as redes sociais.

Atendimento automatizado

O atendimento automatizado pode ser entendido como todo aquele que não depende de uma outra pessoa do outro lado da conversa para que ela aconteça. Ela é uma das grandes tendências do e-commerce para os próximos anos, não só 2022, porque acelera o tempo de resposta. Como consequência, a experiência e satisfação do cliente é otimizada e melhorada.

Uma das opções de automatização mais conhecidas são os chatbots, que quando configurados corretamente são excelentes e bastante precisos. As empresas podem utilizar essa tecnologia, por exemplo, para configurar diversas respostas e caminhos que um visitante do site pode usar como interação para o bot e, assim, desafogar o tempo de atendimento.

É claro que para casos mais específicos de atendimento, ter um time humano para lidar com as questões do consumidor ainda é muito importante. Mas a principal função da automatização, nesses casos, é permitir que os atendentes lidem somente com essa demanda. O que é mais simples será tratado de forma mais automática.

Experiências 3D

A interatividade já faz parte de vários setores, e no e-commerce ela está chegando e promete ser uma das maiores tendências do próximo ano. Ela serve, principalmente, para que as empresas consigam preencher as lacunas da falta de contato que o cliente tem com o produto físico quando compra de forma online.

Com isso em mente, incluir um visualizador 3D — seja para um par de óculos, vestuário, acessórios ou até para itens maiores, como móveis — pode fazer com que o consumidor entenda na prática se o que ele procura servirá sem precisar sair de casa para isso. Com essa tecnologia, aliás, é possível até diminuir as taxas de devolução feitas por insatisfação.

Agora que você já conhece as tendências do e-commerce para 2022 pode se preparar melhor para atender todas elas e adaptá-las para o seu negócio. O melhor de tudo é que você não precisa fazer isso sozinho, já que existem empresas sérias, como a ION Sistemas, que oferecem diversas soluções para que esse processo se torne ainda mais descomplicado e automatizado.

Para conhecer ainda mais sobre as nossas soluções é só entrar em contato conosco. Será um prazer poder ajudar!

Powered by Rock Convert
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!