fbpx
Twitter
Google plus
Facebook
Vimeo
Pinterest

Fluid Edge Themes

Blog

Home  /  Blog   /  10 formas de melhorar a gestão de armazenagem da distribuidora
gestão de armazenagem

10 formas de melhorar a gestão de armazenagem da distribuidora

É fundamental realizar uma gestão de armazenagem eficiente na distribuidora, tendo em vista se tratar de uma das questões principais quando o assunto é o aprimoramento da cadeia logística nas empresas. Isso porque se trata do processo que acompanha o ciclo de vida completo das mercadorias, desde o recebimento dos insumos para produção, despacho e recebimento pelo destinatário final.

Sendo assim, é muito importante implementar boas práticas para melhorar a gestão de armazenagem. E, pensando nisso, elaboramos este conteúdo para apresentar algumas dicas. Confira!

1. Realize o mapeamento dos processos

O mapeamento dos processos tem a finalidade de identificar e solucionar gargalos operacionais, como perdas e desperdícios de itens, atrasos na entrega e demais problemas que podem afetar a lucratividade da organização. Então, por se tratar de um setor que abrange uma série de atividades, mapeá-las e padronizá-las pode ser uma boa ideia.

Dessa forma, os gestores garantem a organização e o melhor atendimento de todas as fases. Analise a cadeia de atividades e verifique como um item é recebido, preparado e enviado ao cliente. Também, reflita sobre alguns pontos, por exemplo:

  • o que pode ser aperfeiçoado nesses processos;
  • quais são os principais desafios nas operações;
  • como as atividades podem se tornar mais ágeis e econômicas;
  • com reduzir ou eliminar os erros;
  • quais ferramentas adotar para otimizar os serviços e demais.

Então, elabore um mapa com todas as etapas e revise com frequência para manter sua funcionalidade. Além disso, é essencial refletir a médio e longo prazo e avaliar como anda o mercado e as atuais demandas dos consumidores.

2. Preveja a demanda

A previsão da demanda se trata de um procedimento onde são usados dados e histórico das operações para entender o fluxo de entradas e saídas. Por intermédio desse mecanismo é possível prever sazonalidades e tendências. Dessa forma, a distribuidora faz a compra apropriada de produtos para que não ocorra excesso ou falta no estoque.

3. Estruture o layout

O layout do espaço de armazenagem é um fator necessário para simplificar o gerenciamento e também aprimorar a movimentação do time. Nesse caso, elabore categorias para a divisão dos itens, leve em conta o volume de cada mercado e nível de estoque e crie um modelo estruturado, para que, ao precisar de uma mercadoria específica, os colaboradores entendam exatamente onde ela se encontra.

4. Conte com bons parceiros

Contar com os melhores fornecedores é indispensável quando o assunto é logística. Quando acontecem falhas no fornecimento de produtos, gerando a entrega irregular de itens, isso pode ocasionar em sérios problemas nos processos de uma distribuidora. Dessa forma, é necessário observar e analisar algumas metodologias na hora de escolher os parceiros.

Também, é preciso buscar por empresas que sejam confiáveis e que disponibilizam mercadorias de qualidade. Outro ponto relevante é definir parcerias para estreitar essa relação com o intuito de otimizar toda a cadeia logística da organização. Uma comunicação eficaz e coerente entre os envolvidos assegura o cumprimento das normas contratuais.

Assim, o fornecedor fará o possível para oferecer um atendimento de qualidade à empresa, já que se sente valorizado. Isso eleva o interesse para a negociação de valores e melhores condições.

5. Treine bem a equipe

A equipe responsável pela gestão de armazenagem e estoque deve ser qualificada para executar os processos predefinidos com excelência, mas também para utilizar todas as ferramentas envolvidas na atividade. Para isso, uma opção é aplicar treinamentos regulares com os principais temas referentes às tarefas e funções a serem exercidas, tornando os funcionários mais eficientes e produtivos.

6. Defina um bom modelo de reposição

É necessário que os gestores estabeleçam modelos de reposição com base no tipo de produto, fluxo de saída, volume agregado e demais. Pode ser uma reposição contínua, pelo qual a nova solicitação é realizada quando o estoque alcança o ponto de reposição definido. Também pode ser usada por meio de um agendamento prévio levando em conta as previsões de venda.

Outra alternativa é alternar os dois modelos de reposição de acordo com as necessidades do negócio e relevância de um produto para a lucratividade da empresa.

7. Utilize a curva ABC

A curva ABC é aplicada para que a armazenagem logística se torne mais eficiente e precisa. Nesse tipo de situação, os produtos do estoque são classificados como grupos A, B e C, e isso estipula a prioridade que eles possuem no depósito.

Então, os itens considerados mais importantes são inseridos no grupo A, depois B e por último C. Assim, aqueles que se encontram na classificação A devem ter mais atenção durante a estocagem e movimentação, com o fito de evitar atrasos, danos e demais imprevistos durante a entrega.

8. Elabore mapas de entregas

Para melhorar a distribuição, invista em recursos de roteirização, que elaboram mapas inteligentes conforme as necessidades da distribuidora. Com essas ferramentas, é possível criar rotas considerando outras questões, como:

  • destino e locais de parada;
  • prazo de entrega;
  • tamanho da frota;
  • trajeto percorrido;
  • caminho mais rápido;
  • consumo de combustível etc.

Assim, fica mais fácil desenvolver esquemas de distribuições mais econômicos e otimizados, atendendo às necessidades de todos os envolvidos.

9. Invista na tecnologia

Ter um bom controle das rotinas de gestão de armazenagem é essencial para otimizar as operações de execução na companhia. Quando há esse monitoramento sobre os processos e resultados, é possível encontrar erros de maneira ágil e resolvê-los em tempo hábil.

Uma ideia interessante é contar com a tecnologia durante esse trabalho, já que por meio das diversas ferramentas disponíveis no mercado é possível encontrar boas soluções para essa área do negócio, bem como integrar todos os setores e garantir um melhor gerenciamento e aumento da produtividade.

10. Adote as ferramentas corretas

Como já foi dito, existem várias soluções disponíveis no mercado, como os softwares de gestão, sendo assim, é importante encontrar as ferramentas adequadas de acordo com as necessidades do negócio.

Entre os aspectos a serem analisados estão as funcionalidades oferecidas, capacidade de gerar eficiência, suporte oferecido, custo-benefício, entre outros pontos que entender ser relevante.

Agora que você já sabe como aplicar uma gestão de armazenagem eficaz na distribuidora, é preciso ter em mente a importância de monitorar os resultados por meio de indicadores precisos, tendências e sazonalidades e, assim, propor as melhorias necessárias por meio deles.

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite para curtir nossa página no Facebook e ficar por dentro de publicações sobre outros assuntos!

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!