fbpx
Twitter
Google plus
Facebook
Vimeo
Pinterest

Fluid Edge Themes

Blog

Home  /  Blog   /  Descubra como diminuir o valor do custo de entrega
custo de entrega

Descubra como diminuir o valor do custo de entrega

Em se tratando das atividades do setor de logística de atacadistas ou de distribuidoras, não há como falar dos desafios enfrentados pela gestão sem mencionar o custo de entrega — principalmente no que diz respeito à sua máxima redução com a manutenção da maior qualidade possível da operação. Afinal, esse fator é, inegavelmente, um dos elementos de maior impacto quando as despesas logísticas estão em pauta.

Diante disso, se o propósito for trabalhar com uma necessidade cada vez menor de despender recursos desnecessários para essa atividade, mais do que identificar o que está incluso no conceito de “custo de entrega”, é importante descobrir quais medidas podem ser adotadas para diminui-lo sem comprometer a satisfação de todos os envolvidos, especialmente do cliente.

Por isso, neste post, vamos explicar de que maneira ele se caracteriza, quais são os reflexos gerados sobre o valor total gasto e algumas dicas para a sua redução. Continue a leitura!

O que se pode entender como custo de entrega e quais componentes são abarcados por ele?

De maneira bastante simples, o custo de entrega pode ser compreendido como o conjunto de despesas relativas à atividade de entrega de remessas ao cliente. Desse modo, a depender da forma de operação da distribuidora ou da atacadista, podem estar abrangidos os gastos relacionados à aquisição e à manutenção da frota e ao abastecimento, à mão de obra que é necessária para o transporte das mercadorias — de ponta a ponta —, ao armazenamento etc.

Nesse sentido, os principais fatores que podem gerar impactos sobre o custo total e que são determinantes para uma avaliação mais precisa dos valores despendidos com a atividade, até mesmo para identificar se têm ocorrido prejuízos ou não, são o volume de comercializações, os gastos envolvidos no manuseio — incluindo a distância entre o local em que ficam os produtos e o lugar de onde eles saem para a entrega —, a velocidade desse envio etc.

Guia de Automação de vendas do Setor Atacadista DistribuidorPowered by Rock Convert

Afinal, quando se trata de implementar e manter um bom (e eficiente) gerenciamento das entregas, há que se considerar a otimização das rotas, a automatização dos processos de envio, a seleção dos modais ideais, entre outras ações. É justamente acerca disso que trataremos nas próximas linhas. Confira!

Como diminuir o custo de entrega sem impactar a qualidade da operação?

Planeje as rotas

Não é incomum que as rotas planejadas por distribuidoras e/ou atacadistas, por vezes, não representem exatamente as alternativas mais econômicas (e até mais rentáveis), já que há empresas que optam por trabalhar com motoristas autônomos — e não com empregados que fazem parte do seu quadro de pessoal —, de modo que eles acabam por ter, em alguns casos, a liberdade de fazer o seu próprio planejamento. Por isso, se esse for o seu caso, é altamente recomendável contar com um software que disponibilize um módulo voltado para o planejamento e para o acompanhamento das rotas da equipe responsável pelas entregas.

Separe as mercadorias em categorias

Outra ação que pode impactar positivamente o seu custo de entrega — ainda que, em um primeiro momento, pareça não ter uma relação direta com essa atividade — é a categorização dos seus produtos. Essa prática visa não apenas à proteção da integridade dos itens, sejam quais forem, mas, por consequência, à manutenção da satisfação dos clientes, que não terão surpresas desagradáveis porque, por exemplo, uma mercadoria mais frágil não teve as suas peculiaridades consideradas e, com isso, sofreu avarias ao longo do trajeto.

Escolha os modais ideais

A seleção dos meios de transporte mais adequados também é outro fator que incontestavelmente gera impactos no custo de entrega, de modo que se pode afirmar, inclusive, que é uma das decisões mais importantes a serem tomadas nesse sentido. Sendo assim, com calma, considere a distância que será percorrida, as dimensões da mercadoria que será entregue, o seu volume e as demais peculiaridades para avaliar os prós e os contras de cada modal e fazer uma comparação criteriosa, a fim de escolher a opção mais apropriada e, consequentemente, mais econômica.

Como visto, o custo de entrega envolve diversas questões que, por vezes, por desconhecimento ou inexperiência, são negligenciadas pelos gestores de atacadistas e distribuidoras, o que pode acarretar o dispêndio desnecessário de recursos que poderiam ser mais bem empregados. Afinal, não levar em conta todos os fatores envolvidos, em algum momento, impactará negativamente a sua produtividade, o seu faturamento e até mesmo o seu nível de exposição a riscos.

Se você vem percebendo a necessidade de fazer um melhor gerenciamento do custo de entrega de mercadorias na sua distribuidora ou atacadista, uma boa alternativa pode ser contratar um sistema de gestão voltado a essa atividade. Então, confira o post que elaboramos a respeito desse tema e tire as suas dúvidas acerca desse tipo de software!

Melhor força de vendas.Powered by Rock Convert
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!