Twitter
Google plus
Facebook
Vimeo
Pinterest

Fluid Edge Themes

Blog

Home  /  Dicas   /  8 passos que você deve seguir para melhorar o seu mix de produtos
8 passos que você deve seguir para melhorar o seu mix de produtos

8 passos que você deve seguir para melhorar o seu mix de produtos

Ter um bom mix de produtos é uma vantagem para todo negócio que atua tanto no varejo quanto no atacado. Como você deve saber, é assim que se fortalece uma série de aspectos decisivos para o empreendimento, como o controle de estoque, a gestão de vendas, o marketing e a logística.

Apesar disso, se engana quem pensa que essa tarefa é simplificada. A competitividade do mercado tem exigido cada vez mais que a seleção dos produtos seja feita com excelência.

Um bom mix de produtos pode trazer resultados incríveis, como o aumento das vendas por meio das ofertas que atenderão a demanda de diferentes consumidores.

Quer saber como desenvolver um mix atrativo, eficiente e puramente estratégico? Então confira as 8 dicas deste artigo e se torne um expert no assunto!

1. Defina o nicho de seu negócio

O conceito de mix de produtos vem de uma mistura coesa que reflete a imagem da empresa e pode consolidar a loja em um nicho de mercado. Desse modo, em primeiro lugar, tenha uma estratégia de atuação que te ajude a alcançar um segmento específico.

Uma vez que você sabe qual o perfil do público que quer atingir, poderá ver com mais clareza se a linha de produtos disponível está, de fato, conversando com esse consumidor. É muito importante que você saiba o que sua empresa é, assim como o seu cliente.

2. Planeje o mix de produtos

Planejamento é essencial quando se trata daquilo que você vai oferecer para compra no atacado. Datas comemorativas, por exemplo, pedem o lançamento de especificidades. Páscoa, Dias das Mães, Natal etc.

Crie um planejamento considerando as datas especiais e as urgências do mercado atacadista. Você deve programar a inserção de novos produtos ao mix de acordo com as oportunidades mapeadas.

Há casos onde o seu cliente deixa de comprar com você por não encontrar um produto sazonal que é específico daquela época. Nada de perder essas chances, para tal, fique atento às reações do mercado e às atualizações ligadas ao seu nicho.

3. Se ponha no lugar do cliente

Se colocar no lugar do cliente nunca é demais. Sabe o exercício de pensar se o produto vendido realmente traz impacto para a vida do seu público? Faça sempre! Isso evitará que o vendedor entre em contato com você para fazer reclamações.

Ao compreender as necessidades do cliente e checar se faz sentido manter a estratégia definida, você aumentará suas chances de acertar na tática e perder suas possíveis vendas para a concorrência.

Nesse sentido, existem algumas perguntas que podem ajudar você a exercer a empatia, como:

  • o cliente realmente precisa dessas opções do produto?
  • o preço condiz com o que o consumidor pode bancar?
  • o cliente aderiria a versões customizadas?
  • o diferencial deste produto atende com eficiência?

4. Treine a equipe de vendas

Treinar seus vendedores com constância é uma dica valiosa que, muitas vezes, cai no esquecimento. É extremamente importante que você possa oferecer à equipe as ferramentas necessárias para o desenvolvimento de um bom trabalho.

Para além disso, invista no bom relacionamento e na tecnologia sistemática. Produtos cadastrados em um sistema eficiente facilitam o trabalho, otimizam tempo e elevam a produtividade.

Oriente seus funcionários quanto a qualquer atualização e incentive as pessoas com estímulos empáticos, dando autonomia para eles, sem perder o controle.

5. Tenha em mente que variedade é lei

Quem entra em um açougue pode notar que este tipo de estabelecimento já não vende apenas carnes. Carvão, espetos para churrasco, temperos especiais, álcool e outros elementos dividem a atenção do consumidor com os tipos de carnes.

A diversificação não é mais uma mera opção em termos estratégicos, e sim uma necessidade de sobrevivência diante da concorrência acirrada. Os produtos mais relevantes geram tráfego, enquanto os outros, renda.

6. Observe a concorrência

Você sabe como os seus rivais no mercado se comportam? Bom, se não está ligando para esse tipo de informação, você está perdendo uma boa oportunidade.

Olhe para o mercado distribuidor e observe a atuação dos seus concorrentes. Se todos estão disputando o mesmo espaço, você precisa saber como e o que eles estão distribuindo.

Conhecer as estratégias dos oponentes não significa que você irá se transformar em uma cópia. Colete informações que serão superadas na medida do possível. Afinal, um mix transparece a identidade da empresa e pode ser que o objetivo do seu concorrente seja se relacionar com o mesmo público que o seu de uma forma muito diferente da sua.

7. Analise os melhores produtos

É muito importante ressaltar que os atacadistas que atuam com um alto mix de produtos devem acompanhar constantemente quais são as mercadorias mais rentáveis.

Tome cuidado. O aumento em número de itens não necessariamente gera mais lucroPara tal, basta avaliar os custos que englobam a compra ou produção de cada item.

Além disso, quando o mix é desnecessariamente grande, suas despesas vão aumentar. Se a empresa vivenciar uma oferta de produtos exagerada, prejuízos provenientes do congestionamento do estoque parado (sem falar das perdas e danos causados) vão prejudicar a empresa.

8. Avalie os resultados periodicamente

Depois de ter observado todos os passos anteriores, coloque sua estratégia em prática e tenha certeza de que ela está proporcionando o resultado planejado, além de buscar otimização constante.

Uma boa opção é acertar um período de avaliação e correr atrás de ferramentas e metodologias analíticas. Avaliar os resultados é primordial para que você saiba o que está funcionando, e o que não deu certo. Além de implementar indicadores de desempenho, você também pode listar e comparar a rentabilidade e o custo de fabricação das mercadorias.

Esperamos que esses conselhos ajudem você a alcançar um novo nível de qualidade tanto em estratégia quanto em lucro, garantindo o controle de suas mercadorias. Se seguir esses itens com dedicação, sua empresa dificilmente perderá espaço para a concorrência.

Agora que você já conhece as melhores dicas para aprimorar o seu mix de produtos, que tal conferir nosso artigo sobre os benefícios da automação da força de vendas? Confira e otimize os processos em sua empresa!