Twitter
Google plus
Facebook
Vimeo
Pinterest

Fluid Edge Themes

Blog

Home  /  Vendas   /  Conheça os principais tipos de canais de venda
Conheça os principais tipos de canais de venda

Conheça os principais tipos de canais de venda

Independentemente do ramo, fazer o cliente efetuar a compra é um desafio. Além de apresentar um produto ou serviço de qualidade e ter uma equipe de bons vendedores, é preciso prestar atenção nos tipos de canais de vendas — afinal, se você estiver onde o consumidor está, será mais simples obter sucesso.

Mas aí bate aquela dúvida: em quais meios investir? Bom, o primeiro passo é descobrir a identidade do seu público. Depois, será necessário analisar as peculiaridades de cada opção a seguir.

O canal de vendas é o meio pelo qual a empresa se conecta com seus clientes. Com o avanço da tecnologia, todos os dias surgem novas possibilidades para isso. E a exigência de quem compra aumenta na mesma proporção. Por isso, é preciso fazer essa escolha com estratégia, isto é, usando da inteligência comercial.

Que tal saber mais sobre os tipos de canais de vendas mais em alta no momento? Acompanhe este post!

Google Ads

O Google Ads é o canal de propaganda da gigante da informática que é, praticamente, sinônimo de sucesso. Nele, há duas formas de fazer a divulgação de um produto ou serviço. A primeira delas está relacionada com as pesquisas orgânicas. Uma organização que vende sorvetes, por exemplo, pode adquirir “palavras”. Assim, ela compra expressões como “sorvetes de morango”, “sorvetes no atacado”, “sorvetes de pote” etc.

Para esse caminho, você deve escolher o segmento do público que já tenha demonstrado algum interesse em seus artigos e serviços. Assim, por meio dessas palavras, que são comercializadas em lances, sua empresa fica mais bem posicionada quando um consumidor usa o Google para achar o que procura. Diante disso, suas chances de ampliar os resultados aumentam.

Tem ainda a alternativa da rede display, que permite a veiculação de material de propaganda em blogs e sites que atuem em parceria com o Google. Esse é o caso dos vídeos no YouTube, por exemplo.

Marketplace

Com o marketplace, vários empreendimentos podem se inscrever em uma plataforma digital com a intenção de expor seus itens. A maior das recompensas é mesmo o nível de exposição, bastante alto entre os mais variados tipos de canais de venda.

Muitos clientes escolhem essa opção porque sabem que encontrarão vários preços e modelos de um mesmo produto em um único lugar. Na prática, isso significa economia de tempo para quem faz a compra, algo cada vez mais raro na atualidade.

Só que é preciso cautela. Se, por um lado, o marketplace pode ser a alavanca que faltava para escalar seu desempenho, por outro, trata-se de uma saída com muita concorrência. Por isso, ele exigirá um maior engajamento da sua equipe para dar certo.

Nesse modelo, o fornecedor da plataforma cobra uma porcentagem sobre os itens nela comercializados. São exemplos de marketplace o AirBnB, o Mercado Livre, o Uber e o Hotmart.

E-commerce

Já o e-commerce é uma categoria de vendas que opera como uma loja virtual. Nessa situação, a companhia que fabrica ou comercializa determinado produto disponibiliza aplicativos próprios para vender pela internet. É o caso das Lojas Americanas e do Submarino.

Esse modo de vender traz como ganho uma completa autonomia de personalização da marca no sistema. Isso inclui a maneira de mostrar as mercadorias, as formas de pagamento e também o mecanismo para de fato fechar uma transação comercial.

Porém, a empresa que decidir partir para o e-commerce terá de fazer um forte investimento na segurança de dados para não expor seus clientes, visto que registros sigilosos sobre eles ficarão armazenados nesse programa de informática.

Telemarketing

Embora não seja nenhuma novidade, o telemarketing ainda está na lista dos melhores tipos de canais de vendas. Porém, ele é uma faca de dois gumes, já que é preciso habilidade para lidar com essa ferramenta.

Empresas de grande porte — como operadoras de telefonia, de internet e bancos — adotam muito essa opção. No entanto, em exagero, ela pode se tornar um verdadeiro tiro no pé. Você deve saber muito bem para quem ligar.

Melhor força de vendas.Powered by Rock Convert

Além disso, é fundamental tomar providências para controlar o número de vezes que um cliente recebeu uma chamada em determinado período. Insistir incansavelmente pode prejudicar a imagem corporativa do negócio. Diante disso, faça com que a equipe de vendas aja com bastante moderação e estratégia ao decidir por esse caminho.

Redes sociais

As redes sociais ainda bombam quando o assunto são os melhores tipos de canais de vendas. Isso acontece porque elas, além de serem meios para negociar, ainda levam o cliente para outras interfaces de comercialização.

Assim, um post no Facebook pode terminar com um link de acesso ao site ou ao blog de uma companhia (por falar em Face, a marca oferece um marketplace no qual também dá para fechar muitas transações).

O Instagram é outro a dispor de um recurso interessante para os profissionais de vendas. Trata-se do Instagram Shopping, por meio do qual o consumidor consegue se conectar ao e-commerce da empresa anunciante.

Lojas físicas

As lojas físicas, claro, ainda são um meio bem interessante, mas seu sucesso depende cada vez mais do custo-benefício. É preciso ter capital para manter as instalações, bem como para pagar o aluguel e as despesas com água, energia elétrica, impostos etc.

Por esse motivo, é fundamental planejar muito bem a localização. Selecione endereços que já contem com uma movimentação espontânea. O lugar deve ser bem iluminado e ter espaço fácil para o estacionamento.

Vendas diretas

No padrão de vendas diretas, como já diz o próprio nome, o vendedor entra em contato com o cliente sem intermediários. Esse profissional de vendas não tem vínculo com a empresa nem fica em lojas fixas.

Entre os tipos de canais de vendas, esse tem sido a alternativa de organizações como a Herbalife, a Natura e a Avon. O vendedor, nesse modelo, recebe somente o valor da comissão.

E-mail marketing

Mesmo diante de tantas novidades de informática, o e-mail marketing ainda apresenta bons resultados por permitir uma aproximação mais pessoal com seu consumidor (em outras palavras, você fala direto com o cliente sem importuná-lo). No telemarketing, por exemplo, as chances de ligar em um momento inadequado são imensas.

Aqui, a dica é jamais comprar listas prontas de e-mails. Afinal, com essa medida, você corre o risco de perder os cadastrados rapidamente e ser classificado como spam — sem falar que a pessoa pode simplesmente não abrir a sua mensagem ou abrir sem clicar no que você quer, o que não trará bons resultados).

Nesse quadro, para aproveitar melhor o e-mail marketing, construa a sua própria base de potenciais consumidores. Assim, você conseguirá fazer uma apresentação de produtos de qualidade.

Plataformas especializadas em vendas

Muitos gestores de negócios sofrem com a falta de controle sobre processos e recursos humanos. Para preencher essa lacuna, apps focados em comércio também são bons tipos de canais de vendas.

Eles ajudam a eliminar contratempos e dão liberdade aos vendedores sem qualquer ameaça de prejuízo ao empreendimento. Dá para gerenciar o desempenho em tempo real. Assim, é possível propiciar aos consumidores uma experiência de compra bem mais agradável.

Essas são plataformas de vendas que dão suporte tanto aos vendedores como aos clientes e à gestão. Nelas, torna-se viável supervisionar os contatos e acompanhar o andamento das transações.

As vantagens também incluem o acesso a informações atualizadas sobre o estoque, como emissão de solicitações, lista dos preços vigentes, histórico de compra, andamento de entrega e vários outros dados relevantes. Assim, é simples comandar o time de vendas remotamente, sem nem sair da sua sala. Acompanhe os principais benefícios:

  • usabilidade: são aplicativos amigáveis, ou seja, fáceis de mexer;
  • liberdade: com acesso completo aos dados do negócio, os vendedores têm autonomia para dar prosseguimento às abordagens comerciais sem medo de fazer algo errado;
  • multiempresas: dá para efetuar buscas por filtros sobre diversas empresas, nos mais variados segmentos;
  • ferramentas: a equipe comercial monitora o fluxo de trabalho, os títulos dos clientes e o cumprimento de metas.

Para escolher os tipos de canais de vendas mais adequados ao seu negócio, será fundamental conhecer a fundo quem são os seus consumidores. Dessa forma, cada intervenção será feita com estratégias bem definidas, o que vai aumentar a performance financeira. Assim, você simplifica a supervisão do time, tem mais controle sobre o fluxo de mercadorias e dá mais liberdade aos subordinados.

Aproveitando o gancho de nosso assunto, continue aprendendo e leia nosso artigo sobre os mais diversos tipos de vendas.