fbpx
Twitter
Google plus
Facebook
Vimeo
Pinterest

Fluid Edge Themes

Blog

Home  /  Gestão   /  Tendências para atacado distribuidor em 2021: você está preparado?
tendências do atacado distribuidor

Tendências para atacado distribuidor em 2021: você está preparado?

Quais são as principais tendências do atacado distribuidor? Todo ano podemos ver algumas novidades no setor. Porém, 2020 foi um ano atípico, no qual diversas mudanças foram aceleradas.

Mesmo com a crise, o mercado é bastante promissor. Segundo pesquisa realizada pela ABAD, o nicho registrou um crescimento nominal de 4,43% até outubro de 2020. Isso mostra a força do atacado distribuidor e por que ele merece atenção.

Neste post, vamos mostrar as tendências que devem prevalecer no ano de 2021 para que você esteja preparado para acompanhar o novo cenário. Confira!

Qual a importância de conhecer as tendências do atacado distribuidor?

Estar a par das novidades é essencial para qualquer setor de atuação. Afinal, com a rapidez das transformações, não buscar essa atualização é condenar o negócio à obsolescência, perder a capacidade de atender clientes da melhor maneira e ser ultrapassado pela concorrência.

Certamente, não é esse o caminho que você busca profissionalmente. Se citarmos a presença cada vez maior da tecnologia no nicho, a necessidade de atualização aumenta.

Como as ferramentas digitais estão sendo renovadas em um período de tempo cada vez menor, vale ler todas as publicações relacionadas ao assunto, mesmo que não haja a intenção imediata de implantar todas as soluções.

Quais são as principais tendências do atacado distribuidor para 2021?

Procuramos listar os caminhos mais prováveis para o setor neste ano, para que você consiga manter-se alinhado às novidades, adaptar processos e investir em novas ferramentas.

Entregas autônomas

As entregas autônomas surgem como uma grande aposta de investimento do setor para o ano.

Esse processo funciona de maneira simples, mas bastante organizada. Com o uso de um sistema integrado e totalmente automatizado, o cliente pode fazer a compra online, ir pessoalmente ao centro de distribuição e retirar o produto. A solicitação é feita com a apresentação de um QRCode para a tela, e a separação do item é feita por máquinas.

Esse sistema diminui a necessidade de interação humana e permite que o consumidor compre da maneira que julgar mais confortável.

Mobilidade

O trabalho remoto cresceu muito durante a pandemia, e deve continuar mesmo depois que tudo estiver normalizado. Isso trouxe à tona a importância da mobilidade e como o acesso fácil à informação, de qualquer lugar, é essencial para os negócios.

Para vendedores e motoristas responsáveis pelas entregas, vale contar com ferramentas que permitam a comunicação com o restante da equipe, sendo que as atividades alocadas em escritório podem ser feitas de casa.

Essa acessibilidade se dá com o investimento em bons dispositivos móveis, além do armazenamento na nuvem.

Mudanças de comportamento do consumidor

Se ainda havia alguma resistência para a compra online, certamente ela foi diminuída com a necessidade de isolamento em 2020.

Os consumidores entenderam como a internet pode ser eficiente e segura, e as empresas se viram obrigadas a migrarem para o virtual para conseguirem continuar com as operações.

Guia de Automação de vendas do Setor Atacadista DistribuidorPowered by Rock Convert

Agora, os clientes não estão em busca só dos melhores preços. Eles querem entregas rápidas e um atendimento excelente, tanto antes como depois da compra. O nível de exigência desses consumidores aumentou muito, e as corporações devem estar prontas para lidar com isso.

Roteirizador de entregas

Com a mudança de comportamento dos comsumidores, as compras online cresceram muito durante a pandemia, e as empresas passaram a se preocupar em oferecer entregas cada vez mais rápidas e com menor custo.

Para isso, passaram a usar um roteirizador, que permite otimizar o espaço no caminhão para que ele consiga carregar o maior volume de cargas possível, além da criação de rotas que possibilitem o máximo de entregas no trajeto.

Vale citar que os atrasos ainda configuram um grande problema enfrentado por atacadistas e distribuidores de todo o país.

Uso de dados

Difícil pensar na condução de um negócio sem o uso maciço de dados. Hoje, as informações são um forte ativo das empresas, que usam essas referências para entender melhor o mercado, preparar-se para desafios e tomar decisões mais centradas.

Dentro do atacado distribuidor, além do uso de métricas para gerenciar os mais diversos processos e a logística, é possível observar a aplicação de dados para melhorar o atendimento ao consumidor. Para isso, podemos contar com o uso da Inteligência Artificial e do Machine Learning.

Um bom exemplo é o da Amazon, que passou a oferecer a entrega antecipada. O algoritmo coleta as principais páginas visitadas pelo usuário dentro do site, avaliando a possibilidade de compra de determinado produto. A partir disso, procura antecipar a entrega, caso a compra seja realmente fechada, reduzindo o tempo de espera do cliente.

Internet das Coisas

A Internet das Coisas, também conhecida como IoT (Internet of Things), era considerada algo distante e retratada em filmes como “De Volta para o Futuro 2”. Mas a verdade é que essa tecnologia já faz parte da nossa realidade.

Aspiradores robôs e aparelhos de ar-condicionado que ligam 5 minutos antes de o morador chegar à residência são alguns exemplos práticos de Internet das Coisas.

Dentro do atacado distribuidor, a IoT está presente em sensores que relatam dados de uso do produto à central, evitando falhas.

Também há espaço para a localização exata de cargas e controle de estoque.

Blockchain

Com o blockchain, é possível registrar transações entre os envolvidos com máxima segurança.

Dentro da logística, permite o compartilhamento de dados entre todos os envolvidos na cadeia de distribuição, garantindo níveis mais altos de transparência.

Além disso, a tecnologia otimiza a entrada de dados para o cumprimento das obrigações fiscais, permite rastrear a procedência das mercadorias e garante o aumento da eficiência do processo.

Conhecer as tendências para o atacado distribuidor em 2021 é uma maneira de garantir o melhor atendimento possível, manter a empresa atualizada e alta qualidade nos serviços prestados. Esse conhecimento também é uma forma de se preparar para as novas ferramentas e práticas, abrindo uma distância positiva em relação aos concorrentes.

Se você precisa de ajuda para modernizar a força de vendas da sua empresa, promovendo a automatização de processos e o alcance de melhores resultados, venha conhecer a ÍON e como as nossas soluções podem apoiar o crescimento do seu negócio!

Melhor força de vendas.Powered by Rock Convert
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!