fbpx
Twitter
Google plus
Facebook
Vimeo
Pinterest

Fluid Edge Themes

Blog

Home  /  Dicas   /  Como engajar funcionários: 6 dicas para aplicar em sua empresa
Como engajar funcionários: 6 dicas para aplicar em sua empresa

Como engajar funcionários: 6 dicas para aplicar em sua empresa

Um empreendimento não progride apenas com produtos de boa qualidade e inovadores. Para uma empresa alavancar, é necessário que vários fatores estejam alinhados, inclusive o público interno. Nesse contexto, é preciso saber como engajar funcionários.

A maioria dos jovens que entra no mercado de trabalho apresenta dificuldades de concentração, em seguir os propósitos da instituição e até em permanecer no emprego durante muito tempo. Assim, engajar colaboradores tem sido uma tarefa complexa.

Mas vale frisar que os processos não precisam ser conflituosos, pois algumas práticas simples podem ser aplicadas para engajar os funcionários de maneira divertida e simples. Continue a leitura e veja algumas dicas para estimular os colaboradores!

1. Integrar toda a equipe

Os momentos de descontração são responsáveis pela parte pessoal da integração entre os colaboradores, mas o time também precisa interagir profissionalmente.

Dessa maneira, as metas compartilhadas são uma boa maneira de promover a interação entre todos da empresa. Com elas, os setores precisam trabalhar em conjunto para conseguir aquilo desejado, o que motiva todo o trabalho da equipe.

Outra maneira de fazer isso é por meio de reuniões gerais. Em tais tipos de eventos, é preciso estimular os setores a repassarem para o restante da empresa no que estão trabalhando. Desse modo, toda a companhia fica conhecendo os bons resultados de cada funcionário e o colaborador pode fornecer boas ideias para otimizar cada departamento.

Esses momentos também servem para tratar dos problemas da empresa, com a abordagem do que está acontecendo e de como a área pode contribuir para ajudar no desenvolvimento das demais. Assim, é possível sair da reunião com um plano para aumentar o engajamento de todos os funcionários em mãos.

A interação dos profissionais favorece um melhor trabalho em equipe e o maior aproveitamento das qualidades individuais de cada integrante que compõe a instituição.

2. Investir em treinamento e na capacitação

A aprendizagem deve fazer parte da cultura da organização. Quanto mais o empreendedor investir em capacitação e treinamentos eficientes, mais resultados serão alcançados, visto que ele vai saber como engajar funcionários.

Devido a isso, o processo de ensino para os funcionários por meio desses processos deve ser contínuo. Há ações que podem ser solucionadas e aprendidas de maneira rápida, como a manipulação de uma máquina.

Adote esse costume e tenha em mente que, mesmo que você esteja muito satisfeito com sua empresa, é preciso sempre manter os colaboradores engajados e motivados com as funções desempenhadas. Além de ofertar treinamentos na própria instituição, estimule-os a se reciclarem sempre que possível e incentive-os a frequentarem cursos, eventos ou congressos.

3. Aplicar estratégias de endomarketing

O endomarketing consiste na realização de ações de marketing direcionadas para o público interno e os funcionários da empresa. O objetivo é deixar claros os valores e as práticas estrategicamente estabelecidos para agradar aos clientes da empresa, com o propósito de fidelizá-los e conquistá-los.

Com uso do endomarketing, o investidor consegue agilizar e facilitar todos os processos de comunicação, compartilhamento e troca de informações. Assim, é possível estabelecer um relacionamento aberto com o público interno, tornando transparentes os objetivos pretendidos pela empresa, consolidando e alinhado as relações dos funcionários com as lideranças do negócio.

Um dos principais objetivos do endomarketing é integrar os departamentos em um trabalho conjunto. Portanto, a prática contribui significativamente para o relacionamento dos integrantes das organizações.

4. Estabelecer metas desafiadoras

Estabelecer metas claras e comunicá-las aos funcionários são cuidados essenciais para que todos conheçam o objetivo da empresa. O diálogo faz com que cada indivíduo entenda sua relevância nos processos organizacionais.

Conhecer mais sobre a função exercida leva o profissional a alcançar as metas da organização — e isso gera um senso de utilidade muito motivador para que continue engajado. Quando o funcionário sabe que é importante para o sucesso da empresa, faz com que todo o esforço tenha uma finalidade significativa, elevando sua produtividade.

Dessa maneira, as metas desafiadoras podem funcionar como um estímulo à produtividade dos colaboradores. Também é promovido um engajamento no processo necessário para alcançá-las.

5. Criar um plano de carreira

Quando os funcionários percebem que têm grandes chances de evolução dentro de uma empresa, valorizam ainda mais o ambiente em que estão inseridos. Nesse contexto, um bom plano de carreira é capaz de estimular o autodesenvolvimento de toda a equipe, que pode ter um objetivo profissional a ser alcançado.

Por fim, independentemente dos sacrifícios, se o colaborador sentir que nunca atingirá um novo cargo ou terá progresso em seu ofício dentro da empresa, raramente terá motivação suficiente para entregar o seu melhor.

A sensação de que não será possível sair da mesma função é um verdadeiro entrave para que o funcionário se sinta motivado. Logo, trata-se de um fator primordial para reter e atrair talentos.

Por isso, o gestor precisa dialogar a respeito do plano de carreira com o time. Mas vale lembrar que é sempre necessário levar em consideração os planos estratégicos e as limitações da instituição, bem como as habilidades de cada colaborador.

Oferte também novas responsabilidades e avalie atividades desafiadoras que possam ocasionar desenvolvimento profissional ou aprendizado para todos os integrantes da equipe.

6. Fornecer feedbacks constantes

O feedback é um retorno de informação — ou seja: equivale a dizer para o colaborador como está seu desenvolvimento na organização. O propósito principal é incentivar novas atitudes ou eliminar algumas já presentes. Infelizmente, diversos administradores deixam isso em segundo plano.

Não existem regras para dar feedbacks, porém uma característica é indispensável: o equilíbrio. O gestor precisa saber equilibrar os elogios e as críticas, demostrando que também conhece aquilo que o profissional faz de positivo pelo negócio.

Evitar feedbacks acaba prejudicando a equipe com a indiferença, visto que é fundamental deixar claro que a empresa se preocupa com os colaboradores. Dar retornos ao time ajuda a manter todos motivados, portanto faça o possível para transmitir palavras de apoio e dicas de melhoramento.

Ao definir o engajamento dos colaboradores como um dos objetivos de grande importância para a empresa, com certeza o empreendedor perceberá mudanças positivas no comportamento da equipe. Nesse contexto, os líderes devem se esforçar para saber como engajar funcionários, garantindo o crescimento sustentável da companhia.

Gostou das informações deste artigo e quer continuar aprendendo sobre o assunto? Assine nossa newsletter e receba os próximos artigos diretamente no seu e-mail!

Guia de Automação de vendas do Setor Atacadista DistribuidorPowered by Rock Convert