fbpx
Twitter
Google plus
Facebook
Vimeo
Pinterest

Fluid Edge Themes

Blog

Home  /  Vendas   /  Saiba o que é venda consignada e como utilizar no seu negócio
Venda consignada:saiba o que é e como utilizar no seu negócio

Saiba o que é venda consignada e como utilizar no seu negócio

Todo empreendimento busca melhorar seus resultados. Um dos caminhos para isso é encontrar modelos de venda que representem um sistema interessante para que o negócio funcione com eficiência. Nesse sentido, a venda consignada é um dos tipos de propostas de relação comercial considerados para alcançar esse objetivo.

Dessa forma, a venda consignada é uma saída que as organizações encontraram para continuar vendendo mais e crescendo — porém, sem correr maiores riscos. Além disso, esse modelo de vendas não exige que as empresas disponham de tantos recursos para divulgar ainda mais os seus produtos.

Preparamos para você um conteúdo completo sobre venda consignada, tratando do conceito, de como funciona, do melhor momento para utilizá-la na sua empresa e das vantagens e desvantagens. Confira!

O que é venda consignada?

A consignação, formalmente chamada de contrato estimatório, consiste em um meio no qual quem produz ou quem tem a posse do produto oferece suas mercadorias para um vendedor a pronta entrega, o qual as recebe e, então, cuida de todo o processo de comercialização.

Por meio desse procedimento, o produtor deixa tanto a captação de clientes quanto as vendas por conta de terceiros, que receberão um valor previamente definido pela concretização do negócio.

Como a venda consignada funciona?

Quando ocorre a venda de todos os itens, em uma data marcada, quem ficou responsável pela venda consignada entrega para o fornecedor o montante recebido por essas vendas. É importante lembrar que o vendedor tem direito à comissão, que deve ser descontada desse valor.

Caso o representante comercial não tenha conseguido vender tudo, os produtos que não foram vendidos voltam para a posse do fornecedor. Então, a liberdade de fazer o que quiser com o que não foi vendido é do proprietário das mercadorias. Em outras palavras, é preciso acertar apenas o que foi comercializado pelo valor combinado, e devolver o que restou.

Em qual momento utilizar a venda consignada na empresa?

Se o seu empreendimento está em um momento em que precisa melhorar o faturamento e aumentar o lucro com a oferta de produtos diferentes pelo valor que desejar, mas sem tanto capital para investir, a venda consignada é a aposta certa.

Afinal, você terá mais possibilidades de fechar novos negócios sem a preocupação de ter que pagar, inclusive, por aquilo que não foi vendido. Isso porque, como dissemos, os itens que não tiveram saída são devolvidos para o fornecedor.

No entanto, cabe somente ao empreendedor verificar se a implementação da venda consignada é viável ao seu negócio, assim como ter o cuidado de fazer acordos com o fornecedor que sejam benéficos para ambas as partes.

Quais as vantagens e desvantagens da venda consignada?

Esse modelo de vendas muito utilizado no mercado conta com duas perspectivas: o fornecedor que dispõe de seu produto para ser vendido, e o vendedor (ou a empresa) que se encarregará de fechar a venda. Para os dois lados, a venda consignada apresenta tanto vantagens quanto desvantagens.

Melhor força de vendas.Powered by Rock Convert

Nesse contexto, as desvantagens mais comuns para as duas partes dizem respeito ao manuseio, ao rastreamento dos itens em consignação e às dificuldades na contabilidade.

Isso devido ao fato de que, como muitos sistemas de gestão de estoque e controle de vendas não são projetados para contabilizar o estoque em consignação, existe a ameaça de gerar dupla manipulação e de a venda consignada elevar ainda mais os custos de mão de obra.

Por sua vez, a proposta de consignação é uma excelente opção para quem não tem loja física: por uma porcentagem no valor dos produtos, marketplaces, como o eBay, oferecem à empresa o mercado on-line para exibir, divulgar e vender suas mercadorias. Além disso, a venda consignada conta com outras vantagens, que veremos em seguida.

Melhora o fluxo de caixa

Essa é, definitivamente, uma das grandes vantagens para o lojista. Até porque, no papel de vendedor, um lojista não precisa gastar nada até que o produto seja vendido para o usuário final. Ou seja, quem pega a venda consignada não tem que pagar nada ao fornecedor até que o item seja vendido, e isso ocasiona uma melhoria no fluxo de caixa do revendedor.

Ajuda a vender produtos mais complexos

Uma mercadoria pode ser boa o tanto que for, mas existem algumas mais complexas que precisam ser testadas pelos consumidores para que tenham a chance de ser efetivamente vendidas. Estamos falando de uma boa apresentação de produtos em que as pessoas precisam provar, tocar ou testar antes de comprar.

Assim sendo, a venda em consignação facilita para o produtor a tarefa de convencer o revendedor a permitir que os clientes testem os seus produtos. Afinal, o risco para o negócio é minimizado e o distribuidor proporciona a exposição necessária para seus produtos, beneficiando os dois lados.

Possibilita o teste de novos produtos ou canais de venda

De maneira semelhante, a venda em consignação viabiliza o teste sobre o sucesso de um novo produto ou de um novo canal de vendas por parte de produtores e vendedores, sem que corram o risco de maiores perdas financeiras.

Dessa forma, antes de investirem mais a fundo, os distribuidores têm a chance de introduzir um novo item no seu mix de produtos ou experimentar essa mercadoria em diferentes tipos de canais de vendas. Portanto, a melhor notícia é que isso permite às duas partes trabalhar com itens que realmente vendem antes de alocar recursos para eles.

Em suma, por meio de uma conexão saudável entre as partes com a exposição, a divulgação e a comercialização de produtos, a venda consignada oferece tanto aos produtores quanto aos vendedores oportunidades extras de expandir o negócio e, consequentemente, aumentar o faturamento.

Outra boa dica é destacar que a venda consignada também pode ajudar quem pretende começar um empreendimento e não tem recursos para investir em produtos, assim como quem quer aumentar a distribuição de seus itens no mercado.Trata-se de um modelo em que, além da colaboração mútua, todos podem ganhar sem envolver maiores custos.

Se você achou que este conteúdo agregou valor para o seu conhecimento, saiba também como calcular a previsão de faturamento de forma eficiente!

Guia de Automação de vendas do Setor Atacadista DistribuidorPowered by Rock Convert